Snipers, quem são os atiradores de elite

 

Eles são treinados para não errar o tiro, e permanecem escondidos em um lugar onde o inimigo não possa ver, garantindo assim toda a concentração que a situação exige. Essa é a atuação dos snipers, os atiradores de elite que tem como missão usar suas armas para salvar vidas.

Conhecidos também como franco-atiradores, os snipers estão presentes em algumas corporações e tropas de elite, como a COT, BOPE, Exército, entre outros.

Apesar da difícil rotina, onde se exige não somente um tiro preciso e certeiro contra o inimigo, os snipers tem em mente que não importa a quantidade de pessoas que precisem eliminar durante toda uma vida como profissional. Eles são treinados mentalmente para compreender que estão fazendo um bem para a sociedade ao salvar uma vítima e eliminar o inimigo.

A missão de um sniper é efetuar apenas um único disparo, porém, é necessário preparo, horas de espera, avaliar cada momento e tudo o que há em volta da cena.

Como é o treinamento?

O treinamento dos Snipers, atiradores de elite, é realizado de forma exaustiva até conseguirem aperfeiçoar o disparo, deixando-o certeiro. Os alvos são os mais diversos possíveis, inclusive alguns são muito pequenos, como acertar em uma bala presa em uma parede feita com barro e terra.

Diversas forças armadas especiais contam com esses profissionais franco-atiradores. No BOPE, por exemplo, o treinamento exige muita disciplina e preparo físico, uma vez que eles precisam ficar horas na mesma posição apenas mirando o alvo.

A decisão de atirar ou não é avaliada pelo sniper a cada seguindo. Através de uma luneta telescópica, tem a vantagem de estarem sempre escondido atrás de montanhas, prédios, janelas… Observando o inimigo o tempo todo para poder atirar com precisão no exato momento.

O treinamento dos Snipers, os atiradores de elite, dura em média quatro horas por dia. Porém, um franco-atirador do BOPE, por exemplo, só é considerado um especialista depois de cinco anos de atuação na função.

Em quais situações eles são acionados?

O trabalho dos snipers é todo realizado em conjunto, como ocorre normalmente em qualquer força armada ou tropa de elite: negociadores, equipe tática e grupo de atiradores atuam de forma sincronizada um com o outro, sendo que cabe ao atirador informar sobre toda a situação, uma vez que ele atua também como os olhos da equipe.

Hoje no país, os snipers são acionados geralmente em quatro situações: em ocorrências com reféns, em operações em favelas, rebeliões em presídios, e quando é necessário fazer reforço para proteger autoridades em grandes eventos oficiais.

Quais os tipos de armas eles portam?

Observar toda a cena e situação é também uma missão do sniper, ele precisa observar se o alvo está seguro para apertar o gatilho, sem gerar riscos ao demais envolvidos e para o refém, é como se um ciclo tivesse sido fechado de forma positiva para que ele possa tomar a decisão de atirar.

Para isso, eles precisam estar bem equipados e posicionados com seu fizil, M-21 ou M-40A3. O peso de um fuzil de sniper, por exemplo, deve ser de no mínimo 5kg para diminuir o recuo e dar mais estabilidade na operação.

Curiosidades

  • A chamada “Luz verde” (o termo é empregado para autorizar o sniper a dar o disparo fatal quando ele decidir que é o melhor momento).
  • Os atiradores de elite do BOPE aumentaram ainda mais a busca pela perfeição, depois do incidente com o famoso sequestro do ônibus 174, que ganhou as telas do cinema nacional. Durante a atuação, um soldado do BOPE acabou atirando por erro na professora Geisa Gonçalves, que estava grávida e havia sido feita de escudo pelo sequestrador. O sequestro ocorreu em 12 de julho de 2000
  • Desde então, o BOPE decidiu criar um núcleo específico para resgate de reféns, denominada Unidade de Intervenção Tática. Após a criação da unidade, 224 reféns foram resgatados de forma segura e eficiente.
  • Cada uma das forças armadas conta aproximadamente com 15 snipers que precisam agir em situações limites.
  • O filme Sniper Americano é uma excelente pedida para quem deseja conhecer um pouco mais sobre esse universo. A trama conta a história real do atirador americano Chris Kype, que em toda a sua atuação como sniper teve mais de 150 atuações eficientes.

Fonte: www. emilitar.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s