De caminhoneiro a Policial Civil – Uma história de sucesso e superação

Uma história de vitórias, força e determinação.

“O mérito pertence àquele que se atira à luta; àquele cujas faces estão marcadas pela poeira, suor e sangue; àquele que erra e torna a errar, mas persiste, pois não há realizações sem erros ou falhas; àquele que busca realizar; àquele que se mune de entusiasmo, devoção e se entrega às grandes causas; àqueles, enfim que, se falhar, ao menos o terá feito enquanto tentava”. Theodore Roosevelt.

Eu tinha 34 anos, acumulava anos de experiência como motorista dirigindo ônibus e caminhões, principalmente os de cana. Por ter tido uma criação pobre e com poucas oportunidades, fui obrigado abreviar os estudos e começar a trabalhar; realidade de muitas pessoas hoje em dia, infelizmente.  Estudei até a 4º série do primário e desde então me dediquei a diversos ofícios e ao sustento da minha família.

Ser pobre e com poucas oportunidades não é sinônimo de ser ignorante e incapaz. Digo isso, pois apesar de não possuir grau técnico de instrução sempre fui autodidata e perceptivo, conseguindo, mesmo com muitas dificuldades, me alocar no mercado de trabalho, também, como técnico em informática.

Querer mais é virtude de vencedores e comigo não foi diferente. Certo dia conversando com o meu pai e, com toda sua simplicidade, ouvi que o sonho dele era ter um filho Doutor, ou seja, um filho formado, com diploma.

Neste dia, após o incentivo e apoio da minha esposa, decidi que seria a pessoa que eu sempre sonhei ser. Um filho que realizaria o sonho do seu pai e que seria exemplo para seus filhos e amigos.

A saga começou! Agradeço a Deus pela vida da minha esposa, pois sem ela não seria possível concluir essas etapas em minha vida. A jornada de trabalho era exaustiva e ela como todo amor do mundo me ajudava no que era necessário.

Em pouco tempo, mas com muito esforço, conclui o ensino fundamental e em seguida o ensino médio. Para muitos, dentro do que eu tinha, era o suficiente. Percebi que eu poderia ser, novamente, muito mais do eu era. Foi assim que eu prestei vestibular e fui aprovado. Ingressei na faculdade de Tecnologia da Informação e comecei a vislumbrar caminhos melhores e mais altos.

Ande e se relacione com pessoas que te incentivam e que acreditam em sua capacidade. Assim sendo, mais uma vez, fui incentivado a prestar os concursos que estavam por vir da Polícia Civil do Estado de São Paulo em 2013. Não neguei esforços e iniciei a minha preparação.

Recém-formado, me inscrevi nos concursos de Escrivão de Polícia, Investigador de Polícia e Agente de Polícia, sendo os dois primeiros de nível superior. Foram dias e noites de estudos, lágrimas, cansaço e muita fé.

Enfim os resultados saíram: APROVADO EM TODOS OS CONCURSOS!!!!!

Bom, amigos. Eu sou o Gilmar, 43 anos, esposo, pai de dois filhos e policial civil do Estado de São Paulo no cargo de Escrivão de Polícia. Contei a minha história como forma de incentivar aquelas pessoas que acham que as oportunidades já acabaram. Eu era caminhoneiro e fui aprovado em um concurso, de nível superior, com mais de 70 mil inscritos.

Obrigado e um grande abraço.

Por Jonas Leite

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s