Relato e dicas do 23º colocado para o concurso de Auditor da Receita Federal

Amigos, como o cabeçalho do próprio site já diz: entre o sonho e a conquista existe a dedicação. Abaixo apresentamos a prova real disso:  um resumo da preparação do amigo Leonardo de  Paula Cunha, 23º colocado no concurso para Auditor da Receita Federal do Brasil. Para quem ainda não sabe, este concurso é um dos mais difíceis do país, tanto pela concorrência, quanto pelas exigências do edital.

Leiam e se possível baixe o material completo, a receita para uma efetiva preparação e aprovação resume-se em dedicação, disciplina e algumas renúncias. Se você quer passar, aprenda com quem já fez isso ou está no caminho!!!

Leonardo, agradecemos imensamente a contribuição e principalmente por permitir que publicássemos este material. Certamente você é um exemplo a ser seguido. Parabéns pela conquista!!!

Download do artigo na íntegra 

  • Início dos estudos

No início, eu não conseguia estudar com muita constância, minhas horas líquidas variavam entre 3 e 7 por dia, me cansava facilmente e o sono aparecia constantemente. Com o tempo, fui adquirindo resistência e fui aumentando a carga horária aos poucos até chegar a um ponto de constância, que eu considerei ideal, no qual estudava 12 horas líquidas por dia tranquilamente.

Quanto aos descansos, no início eu só estudava de segunda à sexta e descansava nos finais de semana. Com o passar do tempo vi a necessidade de estudar mais e fui passando a estudar sábados e domingos também, até ter resistência suficiente para, no período pós-edital, estudar acima de 10 por dia, todos os dias, sem descanso.

Minha dica aqui: estude o máximo que conseguir! Às vezes, o seu máximo vai ser pouco hoje, mas se você mantiver a constância ele vai aumentando aos poucos até chegar onde você realmente deseja. O importante é não se acomodar!!!

  • Organização e ciclos

A organização pessoal é fundamental para alcançar qualquer objetivo. Eu dei extrema importância para esse aspecto da minha preparação!!! Alcançar o cargo de AFRFB deve ser encarado como um projeto e, como tal, deve ser bem planejado! A base fundamental do planejamento que eu utilizei foi o seguinte pensamento: eu não quero me enganar! Quero fazer o meu melhor e encarar o desafio sem subterfúgios!

Utilizei sempre um cronômetro para marcar as horas líquidas estudadas. Nesse sentido, para saber como o meu desempenho estava, criei uma planilha no Excel para contabilizar todas as horas de estudo.

Minha dica: controle suas horas! Saiba como tem sido seu estudo com realidade para você chegar onde quer!

Estudava cada matéria entre 1h e 1h30min e descansava 10 minutos entre cada uma. TUDO CRONOMETRADO! Não se perca no intervalo! Se você quer estudar mais horas por dia, cada minuto é precioso! Tempo é aquela coisa que passa e não volta mais…

Algumas matérias eu estudava sempre nos mesmos horários. Contabilidade eu estudava sempre no primeiro horário do dia, pois a cabeça estava mais tranquila e, como eu nunca tinha a estudado na vida, precisava de espaço livre na cabeça. RLQ eu estudava sempre depois do almoço, pois me fazia ficar acordado. Direito Tributário era sempre a última do dia porque é a minha predileta e eu precisava de uma motivação pra chegar ao fim do dia ainda disposto. Nesse sentido, acredito que organizar a ordem das matérias no dia é bem importante para aumentar o rendimento.

  • Materiais

Uma grande dúvida que surge quando as pessoas começam a estudar para o concurso de AFRFB é: quais são os melhores materiais? Será que se deve usar vídeos, PDF’s ou livros?
Eu utilizei todos eles, dependendo da matéria. Vou colocar a bibliografia específica de cada matéria a frente, mas quero ressaltar que o importante, na minha opinião, é buscar materiais que atendam a sua maneira de aprender, independentemente da forma ou mídia. Eu, particularmente, não me dou bem com vídeos, mas em algumas matérias (como Contabilidade, por exemplo) eu simplesmente não vi outra alternativa e achei totalmente proveitoso estudar por vídeos.

Não fiz nenhum cursinho presencial! Vejo que com toda a tecnologia de hoje, sair de casa, pegar trânsito, esperar algum professor dar aula, esperar intervalos e outras coisas é pura PERDA DE TEMPO. Eu acordava cedo (5:30 da manhã), tomava o meu café e começava logo a estudar! Não parava depois do almoço e já voltava imediatamente aos estudos! Ganhei muito tempo estudando em casa pelo computador e pelo iPad.

Pesquise os depoimentos de pessoas que foram aprovadas e as bibliografias sugeridas por pessoas influentes da área fiscal como o Alexandre Meirelles! Com certeza essas pessoas têm boas indicações para passar.

Quanto aos materiais, nunca é demais destacar a importância da resolução de exercícios. Eu foquei sempre na resolução de milhares e milhares de exercícios!!!

  • Revisões

Muitas pessoas falam da importância de se revisar. Algumas são absolutamente aficcionadas por revisões. Sei de algumas pessoas que revisaram tanto a matéria que simplesmente não foram aprovadas, dentre outros motivos, por não terem tido tempo de estudar todo o edital.

Na minha opinião, o que faz a gente realmente fixar algo é resolvendo exercícios! Infinitos… Eu estudei com tempo, por isso recomendo aos que querem ser AFRFB que já iniciem a todo o vapor os estudos para o próximo certame e foquem o máximo possível na resolução de exercícios.

  • Pré-prova

Com o edital na praça eu terminei de ver em menos de uma semana a parte teórica de algumas coisas que faltavam e parti para a resolução de questões. Não vi nada de teoria nesse período, só questões mesmo! O que era para estudar já tinha que ter sido estudado, agora só faltava fixar bem o conteúdo já visto e, para isso, a receita do bolo é essa mesmo que você está pensando: resolver infinitas questões.

  •  Dificuldades

Um certo dia, poucos meses antes da prova, estudei 14 horas e acordei muito doente, depois descobri que estava com dengue. Fiquei pelo menos dez dias sem estudar e não foi muito fácil voltar ao ritmo intenso de outrora com a imunidade baixa. Mesmo assim, eu fui persistente e consegui superar o que precisava para voltar ao ritmo que considerava necessário para a aprovação!

Ao todo eu estudei aproximadamente 2.735 horas líquidas. Consegui estudar aproximadamente 90% do edital para AFRFB 2014. Nesse tempo eu pude me superar várias vezes e romper barreiras, experiência muito rica! Estudar para AFRFB foi a melhor decisão que tomei em toda a minha vida…

Não encare seus materiais de estudo como um fardo! Eles são excelentes ferramentas para a sua aprovação e vão te auxiliar a ter uma visão muito mais ampla da sociedade em que você vive, pode ter certeza. Matérias que no começo eram um suplício para mim acabaram se tornando as que mais me fizeram crescer e aprender novos conhecimentos importantes.

  • Palavras finais

Para terminar, eu gostaria de dizer que o importante mesmo, na minha opinião, é ENFIAR A CARA NOS LIVROS E ESTUDAR COMO SE NÃO HOUVESSE AMANHÃ! Estude muito mesmo, o máximo que conseguir. Resolva a maior quantidade de questões possíveis e vá em frente sempre! Procure conversar com outras pessoas que estão passando pela mesma situação e utilize as ferramentas de que dispõe a seu favor.

One Reply to “Relato e dicas do 23º colocado para o concurso de Auditor da Receita Federal”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s