Criminologia – teoria do consenso e do conflito – Post 2

Amigos, aí está o segundo post da série Criminologia – um resumo para auxiliar na fixação da matéria.

Teorias:

Teoria do consenso ou integração: o objetivo da sociedade ocorre quando existe concordância com as regras de convívio – Escola de Chicago; Teoria da Associação Diferencial e Teoria da Anomia.

Escola de Chicago: enfocaram estudos relacionados ao surgimento de favelas, a proliferação do crime, da violência e ao aumento populacional.

Associação diferencial: defendia que ser criminoso era uma escolha, não uma herança.

Anomia: crimes que não possuíam motivações racionais. Ex.: Jovens que furtam comida que não irão comer.

 Teoria do conflito: sustentam que o entendimento social decorre de imposição – Labelling approuch e Teoria Crítica ou Radical.

Labelling approuch: teoria do etiquetamento/rotulação – a criminalidade não existe na natureza, não é um dado, mas uma construção da sociedade, uma realidade que decorre de processos de definição e de interação social.

Teoria crítica: sustenta que a criminalidade da classe pobre são questionadas/investigadas, no entanto, na classe alta não acontece.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s